Causas e Efeitos da Reforma Protestante

os reformadores

Introdução

Com o aumento do poder e influência ligado a corrupção  da Igreja Católica no século XVI fomentou os desafios e revolta à doutrina da igreja conhecida como Reforma Protestante, conheça aqui as causas e efeitos da Reforma Protestante.

As práticas que eram questionáveis na igreja incluía simonia, indulgências, a riqueza papal e clerical, as violações da igreja as regras de comportamentais bíblicas.

Os primeiros desafios para o catolicismo ortodoxo foram reformar as práticas da igreja, mas isso levou a uma crise na cristandade européia.

A divisão do cristianismo na Europa  resultou em grandes mudanças políticas e sociais.

A venda de indulgências

A  prática mais polêmica durante o período da Reforma foi a venda de indulgências pela Igreja católica.

As indulgências eram indultos papais para a redução do tempo que uma alma passa no purgatório.

O dinheiro arrecadado pela venda de indulgências foi utilizado para financiar a construção de
Basílica de São Pedro em Roma, conforme autorizado pelo Papa Leão X no início dos anos 1500.

Grupos afetados pela venda de indulgências

Muitos pessoas prosperaram e muitas pessoas sofreram como resultado da venda
de indulgências.

Com o fluxo constante de grandes somas de dinheiro nas mãos de oficiais da igreja, comerciantes,
trabalhadores e banqueiros,  suas riquezas aumentaram exponencialmente  através do uso de dinheiro obtido com a venda de indulgências.

Por outro lado, líderes estaduais e nacionais, como a Alemanha, viram seus cofres regularmente esvaziados à medida que o dinheiro fluía para Roma.

Atraídos pela ideia de um caminho mais rápido para o céu, os pobres eram encorajados a gastar dinheiro em um luxo religioso que não podiam pagar.

Práticas corruptas dentro da Igreja

Enquanto as indulgências eram um foco-chave dos reformadores durante esta época, muitas outras práticas também questionáveis a precederam.

Durante muitos anos, a imoralidade clerical, como a negligência de celibato, embriaguez, o tabaco (se você tem esse problema ou conhece alguém que tenha saiba aqui → como parar de fumar naturalmente) e jogo, levaram as pessoas a questionar a autoridade moral da igreja.

Outro ato questionável eram as práticas administrativas que incluíam simonia, o nepotismo e o pluralismo.

Todas essas práticas tiveram o efeito cumulativo de diminuir o respeito e a autoridade da Igreja Católica.

A prensa de impressão

O período de reforma foi muito impactado pela invenção da impressora. A melhoria de Johann Gutenberg no tipo móvel permitiu que as idéias da Reforma se espalhassem mais rapidamente e tivessem um impacto maior.

prensa de Gutenberg

O impacto mais profundo da imprensa foi o seu impacto na alfabetização. Os materiais impressos tornaram-se mais acessíveis a um público cada vez maior.

A Bíblia Gutenberg

A Bíblia de Gutemberg é o primeiro livro substancial impresso no Ocidente com tipo de metal móvel. Antes de imprimir em 1454 ou 1455, os livros eram copiados à mão ou impressos a partir de blocos de madeira gravados – processos que poderiam levar meses ou anos para serem concluídos.

Johann Gutenberg inventou uma imprensa que revolucionou a distribuição do conhecimento, possibilitando a produção de muitas cópias de uma obra em um período de tempo relativamente curto. a bíblia de gutemberg

Os principais líderes da Reforma Protestante

Houve muitos desafios e questionamentos sobre a autoridade da autoridade da Igreja Católica mesmo antes de Martinho Lutero (Martin Luther) publicar suas 95 Teses nas portas da igreja em Wittenburg.

Líderes como John Wycliffe e Jan Huss, anteriormente questionaram muitas das práticas que eram comuns na igreja medieval. Anos depois, o desafio de Lutero à doutrina e à unidade da igreja incentivou outros reformadores religiosos como João Calvino (John Calvin).

As doutrinas de Calvino se espalharam de Genebra na Suíça para as ilhas britânicas. Nas ilhas britânicas, o que se conhece como a Reforma inglesa foi iniciada com as preocupações da dinastiando rei Henrique VIII.